Viva sei a ditadura do corpo perfeito

22.9.15 Esteffany Marques 0 Comentários


A ditadura do corpo perfeito não aceita as imperfeições naturais do ser humano, ela procura a definição em primeiro lugar. Parece engraçado ver tantas pessoas a procura de uma formula de corpo lindo e definido se na verdade não existe formula alguma. A maneira mais eficiente de chegar vivo é ter consciência do certo e errado. Mas será que ser definido é o certo? E ser gorda é errado? E as que não são gordas e nem magras, tem alguma classificação? 

O magro é o gordo são apenas estados de um corpo que sofre várias influências. A primeira é a genética, ela está com a gente desde que nascemos e ela nos faz ser assim. A segunda é o quanto você se ama e se cuida. O amor e o cuidado nos leva a tratar o corpo da melhor maneira possível, pois procuramos o estado que nos encaixamos melhor.  A terceira é amar a vida acima de tudo. 

Atualmente o excesso de vaidade tem afetado a saúde de tantos brasileiros, que tenho me preocupado com a nova geração. Será que tudo isso vale a pena? Colocar a vida em risco, por causa de um músculo a mais no fim do ano? Acredito que não. Cuidar da beleza, do corpo e sentir bonito pode ser uma das melhores sensações, mas ter a ideologia de que só será aceito se tiver aquele músculo definido ou aquela bunda redonda e dura, é de mais. 

Procure ser equilibrado com a comida e malhação. Não procure o corpo perfeito de uma forma errada, procure de uma forma certa. Seja saudável, faça exercícios e se cuide de uma maneira equilibrada e natural. Não tente forçar o seu corpo a ser uma coisa que ele ainda não é, faça tudo gradativamente e tenho certeza, irá ver a diferença entre duas pessoas. Aquela que procurou o caminho curto e errado, e aquela que procurou o maior caminho, mas amou a vida primeiro.





Você pode gostar também!

0 comentários: